top of page
Buscar
  • Foto do escritorPor revistanelore

Grupo CV Nelore Mocho é referência em ILP

Fazenda São José, de Carlos Viacava, sedia evento que reuniu delegação com representantes de 27 países


No dia 20 de abril, a Fazenda São José, localizada no município de Paulínia (SP), sediou um dia de campo especial para uma delegação com 88 representantes de 27 países membros do Folour (Programa de Impacto de Sistemas Alimentares, Uso da Terra e Restauração), que integra o GEF (Global Environment Facility) do Banco Mundial.


O evento, organizado pela Embrapa Pecuária Sudeste, teve como objetivo discutir e apresentar ao grupo de estrangeiros o histórico de emprego do sistema de integração lavoura-pecuária-floresta (ILPF) pelo Grupo CV Nelore Mocho nos últimos 10 anos, além de apresentar os índices de melhorias produtivas e os parâmetros de sustentabilidade alcançados com o uso do sistema.


No início da programação, a Embrapa apresentou palestra com o tema “A ciência para sistemas integrados”. Na sequência, o diretor de Produção da marca CV, Juliano Roberto da Silva, apresentou os sistemas de integração na prática, ressaltando que a ILP possibilitou ganhos genéticos importantes para as características de fertilidade, precocidade e ganho de peso dos animais.


Juliano ainda destacou outros benefícios da tecnologia como a grande disponibilidade de alimento, que pode ser administrado em pastagens de inverno e na produção de silagem, inclusive com a silagem de grão úmido, que possibilita a precocidade reprodutiva de bezerras de 10 a 14 meses, pesando em torno de 300 quilos.


Logo em seguida, o grupo foi dividido em três estações, sendo que a primeira abordou “A recomposição ambiental no contexto da pecuária sustentável”. Já a segunda estação teve como tema “O componente animal e a pecuária de baixo carbono". Na terceira estação, foi demonstrada uma Observação de ILP, milho e pasto tropical.


Para Carlos Viacava, titular da marca CV Nelore Mocho e um dos pioneiros no uso do sistema de ILP e ILPF, o evento foi muito importante, pois demonstrou aos técnicos e pecuaristas dos 27 países como o Brasil trata com seriedade a questão da sustentabilidade.


“Com a utilização de sistemas integrados, é possível produzir alimentos, gerando empregos e obtendo lucro, além de contribuir com o clima e o meio ambiente através do sequestro de carbono”, finaliza.


Comments


1270x190-1.gif
bottom of page