Buscar
  • Gustavo Arantes

Porque fazer a suplementação em bovinos é importante?


Foto: Divulgação Dispec do Brasil

A criação de bovinos no Brasil é, em grande parte, baseada na utilização de pasto, principalmente por essa ser a fonte de nutrientes mais econômica. Porém, a quantidade e qualidade das forragens sofrem alterações de acordo com época do ano, o que pode comprometer a produção, o crescimento dos animais, aumentando a idade ao abate e afetando os índices de produtividade da propriedade.


Para reverter essa situação e fazer com que o rebanho alcance o seu máximo potencial é necessário realizar a suplementação nutricional corrigindo deficiências de proteínas, energia, vitaminas e minerais.


A nutrição adequada, assim como o manejo correto e as boas instalações, é essencial para manter o alto índice de produtividade na pecuária bovina. Rebanho saudável e bem nutrido, com nível equilibrado de proteínas, energia, vitaminas e minerais, produz carne e leite em maior quantidade e melhor qualidade.


Complementando com Vitaminas

Indispensáveis para diversas funções metabólicas no organismo, como os sistemas imunológico e digestivo, algumas vitaminas são naturalmente produzidas pelos bovinos. Já vitaminas como as do complexo A, D e E podem e devem ser fornecidas por meio da suplementação, fazendo com que os bovinos fiquem mais resistentes e imunes a uma série de doenças e quadros infecciosos.


- Vitamina A: essencial para o crescimento, reprodução, funcionamento dos sistemas nervoso e imunológico e ganho de peso. Os bovinos com baixo índice dessa vitamina podem apresentar baixa imunidade, perda de apetite, retardo no crescimento, cegueira noturna, problemas reprodutivos, infecções no aparelho respiratório e muitas outras complicações.


- Vitamina D: controla os níveis de cálcio e fósforo no organismo. Sua deficiência causa desequilíbrio nas taxas de cálcio e fósforo nos bovinos e problemas ligados à desmineralização dos ossos, como o raquitismo e a osteomalácia.


- Vitamina E: antioxidante natural age impedindo a oxidação de tecidos e auxilia na manutenção estrutural dos músculos e dos sistemas vascular, imune e reprodutivo. Quando deficiente pode levar à doença do músculo branco.


Além de equilibrar as dietas desbalanceadas, a suplementação em bovinos propicia ganho de peso vivo, melhora a conversão alimentar, diminui o ciclo de reprodução dos animais e é coadjuvante no tratamento de doenças infecciosas e parasitárias, como a onfaloflebite.


O fornecimento de um suplemento de qualidade aumenta a disponibilidade de proteína metabolizável aumentando também a quantidade de energia e minerais absorvidos, melhorando o desempenho do rebanho.


Para obter melhores resultados e garantir maior produtividade do seu rebanho é importante analisar os fatores genéticos e conhecer as raças e características do gado. Também é essencial garantir o uso de um suplemento de qualidade e procedência, como o Bovitam Injetável que foi desenvolvido pela Dispec do Brasil para agir nas deficiências nutricionais dos bovinos, deixando-os mais fortes, produtivos e protegidos.


Um bom suplemento vai ajudar a regular o metabolismo do animal, suplementar as deficiências nutricionais, agir como coadjuvante no tratamento das doenças infecciosas e parasitárias, além de reconstituir e revigorar os animais pela suplementação de vitaminas, aminoácidos e minerais.

Gustavo Arantes é médico veterinário da Dispec do Brasil.

Artigo publicado na edição de setembro de 2021 da revistanelore. Leia a edição completa AQUI.