top of page
Banner-Tristeza-Parasitaria_966x450px.png
Buscar
  • Sinomar Calmona

Anprosem desenvolve programa de melhoramento de cultivares

Criada há 14 anos, em Presidente Prudente, SP, a Associação Nacional dos Produtores de Sementes Forrageiras já tem duas variedades registradas.

Capim Miyagui, desenvolvido pela Anprosem, é a forrageira protegida mais comercializada em todo o Brasil.

A Associação Nacional dos Produtores de Sementes de Gramíneas e Legu-minosas Forrageiras foi constituída em Presidente Prudente, em 13 de fevereiro de 2009 com objetivo de representar e defender o interesse de empresas e produtores associados no âmbito nacional, visando sempre a melhoria e evolução do setor de sementes forrageiras.


E desde então a Anprosem vem trabalhando para orientar seus associados desde área técnica até a necessidade de regularização dentro das exigências do Ministério da Agricultura para com o setor de sementes forrageiras, por isso oferece apoio normativo para aplicação da legislação de sementes, com o intuito de auxiliar seus associados levando informações que contribuem para que o produtor/empresa tenha conhecimento sobre as alterações/atualizações e novidades do setor de sementes e forrageiras.


“Nossa missão é defender os interesses de empresas e dos produtores de sementes de forrageiras no âmbito nacional. Unindo forças para o desenvolvimento forrageiro sendo uma associação consolidada no setor forrageiro”, relatou o presidente da Anprosem, Felicio Cirilo dos Santos.


Programa de melhoramento


Pensando em atender a demanda de seus associados e do mercado forrageiro, a Anprosem iniciou em 2010 um projeto visando o mercado de novas cultivares. E através deste projeto fizemos diversas parcerias com universidades, instituições de pesquisa e centros de pesquisas internacionais.


“Temos como finalidade a pesquisa, assessoria e o desenvolvimento cientifico, tecnológico e econômico. Possuímos um programa de melhoramento de plantas forrageiras, que busca inserir novas cultivares de qualidade no mercado forrageiro”, destacou Felício. “O objetivo é atender a demanda de nossos associados e do setor forrageiro, visando melhorar o mercado com novas cultivares, oferecendo aos associados cultivares exclusivas e sementes de alta pureza genética”.


Da parceria com o CIAT (Centro Internacional de Agricultura Tropical) com sede na Colômbia, cuja a instituição tem um programa de melhoramento forrageiro, importamos 67 acessos de brachiarias para avaliar a adaptação destas em bioma brasileiro.

O programa de melhoramento de plantas desenvolvido pela Anprosem em seu Centro de Pesquisas de Cultivares e no Campo Exploratório, já possui registros de dois cultivares no RNC:

  • Megathyrsus maximus (Sin. Panicum maximum) cultivar Miyagui, também protegida no SNPC pela Anprosem;

  • Urochloa humidicola cv. Condá 26160; material proveniente da parceria com o CIAT.


Miyagui


O Miyagui é uma cultivar da espécie Megathyrsus maximus, protegido no SNPC (Serviço Nacional de Proteção de Cultivares – Mapa) pela Anprosem em 26/07/2017 e registrado no RNC (Registro Nacional de Cultivares - Mapa) em 18/10/2017.


Tendo apenas 5 anos de registro, as áreas de Miyagui vem crescendo a cada safra e atualmente tem a posição da cultivar forrageira tropical protegida mais produzida , e entre os Megathyrsus maximus (Sin. Panicum maximum) é o segundo mais produzido, a evolução da área de produção do Miyagui é surpreendente e impressiona positivamente o setor de sementes forrageiras.


“Com apenas 14 anos de trajetória, nossa associação já possui a variedade forrageira protegida mais plantada e consumida do país segundo os dados do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. É estimado que nas safras 21/22 e 22/22 foi cultivado Miyagui em uma área de 10.544,74 hectares, produzindo mais de 6 mil toneladas de sementes”, destacou o presidente Felício Cirilo. “Esse é o resultado de muito trabalho, investimento e dedicação para levar o melhor em desenvolvimento forrageiro ao nosso campo através dos associados da Anprosem”.


Conda


Nova cultivar de humidícola com maior produção de forragem e melhor relação folha/talo. A Urochloa humidicola cv Conda 26160 é uma planta perene estolonífera de crescimento prostrado, porte baixo a médio (até 0,75 m de altura), a largura da lâmina foliar é estreita, e tem pouca distribuição de pilosidade nas folhas. Possui ciclo de florescimento longo, e produz grande quantidade de sementes com alta densidade e alta relação folha/talo favorecendo o consumo dos animais.

Felicio Cirilo dos Santos, presidente da Anprosem, no centro de pesquisas de cultivares.

A porcentagem de degrana das sementes após o amadurecimento é bem maior comparado com a Humidícola comum. Esta cultivar apresenta boa produção de forragem e melhor tolerância à seca, comparada com a humidícola comum.


A Anprosem vem se dedicando a pesquisa em melhoramento em espécies forrageiras, tanto gramíneas como leguminosas, consolidando parcerias para o desenvolvimento e registro de novas cultivares para que nossas associadas atendam a agropecuária brasileira e o mercado de exportação de sementes de forrageiras, enfatiza a secretaria executiva da Anprosem, a engenheira agrônoma Sandra Ferreira.


Reportagem publicada na edição de agosto de 2022 da revistanelore. Leia a edição completa AQUI.

MARISPAN_1270x190 (1) (1).gif
bottom of page