Buscar
  • Mara Ramos

Serra Negra faz história nas pistas e nas pastagens do Cerrado

Genética ELF da FSN fideliza clientes e amplia atividades, passando das pistas até o rebanho comercial.

O pecuarista Evandro Reis da Silva Filho se encantou com a criação de gado ainda na infância, no município de Corrente, no sul do Piauí, onde seu pai era fazendeiro. Já adulto, em 1994 comprou a Fazenda Araçá, onde criava gado comercial e, em 1996, iniciou a criação de Nelore Mocho com a liquidação do plantel de José Irineu Cabral.


Em 2.000, já morando em Brasília, DF, onde se estabeleceu após cursar medicina na UNB e se especializar em nefrologia, o criador se ressentia da distância dos negócios da pecuária e acabou adquirindo a Fazenda Serra Negra, na cidade de Formosa, GO, há pouco mais de uma hora da capital federal. Em 2005, já em processo de ampliação do plantel, adquiriu a Fazenda Três Marias, onde hoje desenvolve todo o processo de produção da marca ELF da FSN.


Focou a criação para pistas e produção de touros reprodutores, participa das provas de desempenho da ANCP, desde 2008 e do PMGZ, desde 2012. Colecionou uma centena de troféus com animais campeões em diversas exposições pelo Brasil, incluindo a Grande Campeã Nelore Mocho Expozebu 2013 e 2017, Kirshna XV FIV ER da FSN e Shaki FIV ER da FSN, respectivamente, além de Tripodi ER da FSN, que foi campeão carcaça frigorifica na Expozebu 2017.

Evandro Reis da Silva Filho coleciona uma centena de troféus com animais campeões em diversas exposições pelo Brasil.

Há quatorze anos realiza um Dia de Campo, que se tornou tradição para criadores do cerrado goiano. Segundo Willian Koury Filho, que atua na consultoria e orientação dos acasalamentos na Serra Negra desde o primeiro evento, o foco da criação é manter um time de pista funcional e touros melhoradores que tenham excelente desempenho num ambiente de Cerrado.

“A região de Formosa, GO, é muito representativa do Cerrado e ter animais com bom desempenho nesse ambiente é o maior desafio que temos conseguido vencer”, explicou.

Tudo começa nos acasalamentos dirigidos, orientados para os objetivos da criação, que inclui precocidade, habilidade materna e carcaça. Como parte da etapa de seleção, os animais são avaliados em sua morfologia na desmama e ao sobreano, além da avaliação do desempenho nas provas.


“Os touros ELF da FSN precisam se sobressair nessas características, mas também precisam performar nas condições do Cerrado brasileiro. O desempenho à campo é fundamental para atender a necessidade de reposição de touros dos clientes regionais”, afirmou Koury.


Atento aos caminhos do mercado, Evandro optou por desacelerar das pistas desde o ano passado e manter a pressão de seleção para as características desejadas. “Sabemos que na hora de selecionar temos que escolher algumas características nas quais queremos maior prevalência. Esse ano, obtivemos um excelente resultado com o Grande Campeão Mocho e o Campeão Carcaça na Prova de Eficiência Alimentar da Brasil com Z e Instituto de Zootecnia”, relatou.


Willian Koury Filho, conta que o touro Vanino ER da FSN, nascido em 2019, teve um desempenho diferenciado. “Além da régua de DEP positivo para leite, o animal performou em todos os critérios da certificação Boi com Bula, com destaque para o desempenho e rendimento de carcaça, superior em AOL, MAR e elite para CAR, ou seja, é um animal que come menos que o esperado para o ganho de peso. A junção de tantas qualidades deu ao animal o título de campeão em sua categoria”, relatou.

Vanino ER da FSN é um dos destaques da Serra Negra.

O animal já está na Central ABS Pecplan, em Uberaba, MG, onde passa por quarentena para iniciar o período de coleta. Mas outros animais da Serra Negra tiveram o mesmo caminho, como Regado ER da FSN, também em coleta.


Até 2018, o criador manteve sua criação focada exclusivamente na venda de sêmen, touros e embriões, além das pistas. Mas, a partir de 2018 se lançou também na criação comercial. “Além de ser um nicho de mercado importante, também colocamos nossos animais à prova, utilizando nossa própria genética na criação comercial” relatou Evandro que, em 2020 vendeu 183 touros e 1 mil bezerros para confinamento.


Das pistas ao pasto, Nelore Mocho FSN é sinônimo de alto rendimento.
Shopping de Touros

Os touros com a marca ELF da FSN estarão disponíveis em um Shopping que acontece no período de 08 a 16 de outubro próximo, com agendamento de horário das 08 às 17h. “Devido à pandemia optamos por não realizar nosso tradicional Dia de Campo em 2021 e fizemos a opção pelo Shopping, como forma de atender o mercado regional e os clientes que todo ano fazem a reposição de touros com animais do nosso criatório”, explicou o criador.


Evandro atribui o sucesso da criação aos mais de vinte anos de seleção genética e ao empenho e dedicação da equipe. Hoje a marca ELF da FSN conta com a consultoria de Willian Koury Filho, da Brasil com Z e assessoria de gestão da Integra. Além disso, conta com quinze colaboradores, que passam por treinamentos constantes e são orientados pelo gerente Cléssio Cardoso de Araújo, o capataz, Adenilson Soares da Rocha e o zootecnista Wesley Campelo. “Temos uma equipe excepcional que faz toda diferença para nossa marca”, relatou o criador.


Reportagem publicada na edição de outubro de 2021 da revistanelore. Leia a edição completa AQUI.