top of page
Buscar
  • Foto do escritorMara Ramos

Ultrassonografia contribui para qualidade do Nelore evoluir 50 anos em 5

Shiro Nishimura recebe o Mérito ABCZ e atribui o prêmio a todos que trabalham para a rápida evolução da genética com a marca Confraria da Carcaça Nelore.

Em agosto de 2019 quando Humberto Tavares recebeu o prêmio Mérito ABCZ, durante da Expogenética, ninguém poderia prever o crescimento e a evolução da Confraria da Carcaça Nelore, que estava dando seus primeiros passos. Fundada em 9 de junho de 2018 em um grupo de WhatsApp, reuniu os primeiros adeptos da Ultrassonografia de Carcaça (Software BIA), como uma tecnologia capaz de predizer o futuro da carne de qualidade na raça Nelore.


O sonho de Humberto Tavares (falecido em fevereiro de 2022), tornou-se uma realidade mais abrangente e promissora do que se podia prever. Cinco anos depois, Shiro Nishimura recebeu o Prêmio Mérito ABCZ, pelas mesmas razões e luta pela evolução genética da raça. O prêmio, é um reconhecimento da ABCZ a pessoas que contribuem para o melhoramento genético e para a pecuária bovina brasileira.


“O trabalho do Shiro como criador e como liderança à frente da Confraria é admirável. É um trabalho com foco e critérios de seleção muito rigorosos para alcançar seus objetivos de selecionar para a qualidade e isso com certeza tem grande relevância”, afirmou o presidente da ABCZ, Gabriel Garcia Cid.


O juiz e diretor da ABCZ, Arnaldo Manuel Borges, contou que desde que conheceu a Confraria, percebeu a importância do trabalho. “Tive a oportunidade de participar este ano da Prova de Eficiência em Botucatu que, para mim é o caminho ideal do melhoramento, com avaliação do CAR, da Ultrassonografia e do fenótipo. Isso se comprovou ao identificarmos que os 22 animais classificados como A+ no fenótipo, eram também os mais bem avaliados em ultrassonografia e em desempenho no CAR”, relatou.


Arnaldo se recorda que, em 2019, esteve com Humberto Tavares, Shiro Nishimura e Olímpio de Brito na primeira participação da Confraria na Expogenética. “É muito simbólico o Shiro receber hoje o Mérito, pois nos remete a dois criadores que representam um trabalho muito importante de um grupo de criadores que certamente terão uma contribuição muito expressiva para o Nelore, para outras raças zebuínas e, consequentemente, para a pecuária nacional”, analisou.


Evolução


Para Liliane Suguisawa, diretora da DGT Brasil, não há nenhum exagero em afirmar que o trabalho evoluiu 50 anos em 5, considerando o número de criadores interessados na tecnologia, a quantidade de animais provados e aptos a transferir a genética da qualidade aos seus descendentes e, principalmente, o anseio do consumidor, que começa a demandar por esse produto. “Há pouco mais de cinco anos havia dois grupos distintos de WhatsApp para discutir os avanços alcançados com a ultrassonografia de carcaça. Olímpio Risso de Brito estava nos dois grupos e reuniu os líderes, Humberto de Freitas Tavares e Paulo Wildberguer, na Fazenda Kangayan/MT, para unir forças para acelerar o melhoramento de carcaça Nelore no Brasil”, contou Liliane.


Na Expogenética de 2019, a Confraria mostrou pela primeira vez seus touros jovens provenientes do trabalho de alguns poucos criadores. Hoje, a mostra dos melhores animais saiu das avaliações intra-rebanho, passando para os testes da Prova de Eficiência Alimentar, conduzida pela UNESP Botucatu pelo 2º. ano consecutivo, com rigorosos critérios de seleção.


“Hoje, o tradicional churrasco entre Confrades ganhou outra dimensão, com a difusão da tecnologia e da genética, que se aprimora com rigor profissional e compartilhamento obrigatório entre todos os participantes. Assim, o sêmen dos melhores indivíduos passa a ser testado em todos os rebanhos, dando velocidade no incremento das características de carcaça e carne. É a multiplicação genética que rapidamente mostra seus resultados no rendimento e na qualidade dos animais”, destacou Liliane.


Fábio Almeida, gestor do Nelore do Golias, que há vinte anos iniciou um projeto com foco na qualidade, ver o caminho que esse nicho de mercado tomou é extremamente gratificante. “Não imaginávamos, em 2003, que essa evolução seria tão grande. Identificamos no Golias as características que desejávamos e trabalhamos com a meta de reconstruir o Golias, fizemos uma garimpagem em todo o Brasil para buscar indivíduos com a maior concentração de Golias e a Ultrassonografia de carcaça foi fundamental para o melhor desempenho do nosso projeto”, contou.


Para o criador, a Confraria hoje replica e multiplica aquilo que o Nelore do Golias começou. “Nosso mérito é ter começado, mas tenho certeza que em pouco tempo a Confraria terá indivíduos muito superiores. Só precisamos seguir no trilho, tendo a Ultrassonografia como o direcionador do trabalho e o Shiro tem feito isso com muita competência. Ele é uma pessoa extraordinária que consegue reunir, direcionar e conciliar o grupo para esses objetivos”, afirmou.


O criador Beka Lupion avalia que a homenagem dada ao Shiro Nishimura representa o trabalho de todos os criadores da Confraria. “O Shiro é o nosso mestre e representa o nosso ideal. Essa homenagem é justa e, indiscutivelmente, o uso da ciência para o desenvolvimento do trabalho quebra muitos paradigmas, com muita coragem e fazendo algo diferente em relação a outros programas. É por isso que estamos crescendo”, reforçou.


Luiz Sandi, membro do grupo Nelore Baiano e participante da Confraria, avalia que a Confraria tem muito da inspiração do Humberto Tavares. “O que começou como um grupo de WhatsApp se transformou no que considero uma revolução na pecuária de corte do Brasil. Mais que merecida a homenagem do Humberto há cinco anos e do Shiro agora. É um movimento cada vez mais forte e que só vai crescer, não tem volta”, disse.


Irineu Gonçalvez, que conhece e acompanha do trabalho de Shiro há mais de 50 anos, considera o prêmio um fruto do seu idealismo. “O Shiro sempre estimulou e incentivou a raça Nelore, esse mérito reflete sua visão como empresário. Os últimos cinco anos registraram um grande salto no trabalho da Carcaça Nelore de Qualidade e sua liderança tem sido fundamental para esse resultado”, afirmou.


Mérito


“O prêmio não é meu, é da Confraria que, ao longo do tempo, vem criando provocações para gerar mudanças. Nosso grupo inicialmente estava procurando alternativas e, aos poucos, essa alternativa foi tomando corpo. Hoje sabemos que não é só a Confraria, mas a carne do Nelore está provocando a mudança com os indivíduos que possuem alta qualidade de carne. A diferença é que hoje não estamos mais falando só para nós, estamos ampliando essa voz para outras raças zebuínas e para o consumidor final”, analisou Shiro Nishimura, que hoje preside a Confraria da Carcaça Nelore.

"Essa evolução e a multiplicação genética tem tudo para transformar o padrão de qualidade da carne brasileira." Shiro Nishimura, presidente da ACCN. Foto: Bruno Dias

“O que nós estamos preconizando é fazer carne Nelore de qualidade e esse é o nosso papel. A provocação veio porque até agora, nenhum programa de melhoramento estava focado na qualidade e nós estamos. Essa foi a principal provocação que gerou frutos, inclusive em outras raças”, afirmou Nishimura.


Um exemplo da ampliação dos critérios preconizados pela Confraria é o Tabapuã da Fazenda Balsas Onda Verde que está seguindo os mesmos critérios. “Logo teremos que incluir as outras raças no processo, pois a carne de qualidade desse criatório será de altíssima qualidade. E isso inclui outras possibilidades, como o Sindi, por exemplo, que com certeza vai encontrar muitos indivíduos com habilidade para a qualidade quando fizerem o escaneamento por Ultrassonografia. Esses exemplos aos poucos, irão aumentar a densidade de animais com aptidão para a qualidade e o consumidor vai sentir a diferença”, afirmou Shiro.


Para o criador, o grande desafio é ter volume para a constância no abastecimento para o consumidor final. “A cadeia ainda não está organizada para isso, mas com o tempo vamos criar um processo de linha, onde isso será possível”, disse.


Receber o Mérito da ABCZ tem para Shiro o significado de continuidade. “O Humberto plantou a semente do sonho e nosso papel é dar continuidade e concretizar uma parte desse sonho. Já estamos estruturando e formando grupos dentro da Confraria para essa progressão, tijolo por tijolo estamos construindo o padrão. Meu propósito quando me aposentei do conselho da Jacto, era buscar algo que me movesse a progredir e a Confraria faz parte disso, hoje estou 100% envolvido. O homem é movido por sonhos e objetivos a longo prazo e eu faço parte dessa caminhada para a produção de carne de qualidade na pecuária nacional”, reforçou.


Conquista


Fora do ambiente e da região de maior produção do Nelore, a Confraria foi convidada pelo PMGZ e pela ABCZ, para representar e apresentar a carne Nelore de Qualidade na Expointer/2023, em Esteio/RS, como parte do projeto Zebu na Brasa, criado para promover a carne e os queijos de origem zebuína.


“É muito significativa essa ruptura, esse convite e a possibilidade de apresentar a qualidade da carne Nelore, num evento como a Expointer, de forte tradição na qualidade de carne, mas do gado Europeu. Estar lá, representa um grande passo para a carcaça de qualidade.


A meca do gado europeu, se rendeu ao trabalho da ciência e da tecnologia para quebrar o paradigma de que a raça Nelore é só rústica. A presença dos confrades Shiro Nishimura e Frederico Cunha Mendes no evento, foi muito simbólica. Colocar a bandeira do Nelore de qualidade em Esteio, é tão significativo quanto o astronauta colocando a bandeira na lua”, avaliou Liliane.


O especialista Marcelo Bolinha, relatou que a carne produzida na fazenda de Shiro Nishimura deu um show de maciez e sabor na Expointer/2023. “Os gaúchos que ainda não conheciam essa carne, ficaram realmente impressionados, especialmente com o sabor, além da maciez que deixou a carne muito fácil de assar. Foi um evento com a presença de mais de 100 pessoas que elogiaram muito a qualidade dos queijos e da carne”, afirmou.


“Essa evolução e a multiplicação genética tem tudo para transformar o padrão de qualidade da carne brasileira. Por isso digo que esse prêmio é de todos que fazem a Confraria da Carcaça Nelore. A nós cabe seguir evoluindo sempre”, afirmou Shiro.


Informações sobre Ultrassonografia de Carcaça - DGT Brasil

Rua Tenente Nicolau Maffei, 931

Presidente Prudente Estado, SP

Telefone: (18) 3222-4879

Facebook.com/DGTBR

Intagram.com/dgtbrasil/

Comments


1270x190-1.gif
bottom of page